wood couture
18/06/2015

CASACOR São Paulo

Até o dia 12 de julho, acontece na capital paulista a maior mostra de decoração da América Latina, a CASACOR São Paulo. A mostra reúne os maiores nomes da arquitetura e design de interiores do Brasil. 

Transbordando beleza e inspiração, diversos ambientes contam com o design único de peças da Coleção ETEL.   

Dado Castello Branco 

 
A Casa Flamboyant, assinada por Dado Castello Branco, é um espaço de convivência, descontraído, para receber família e amigos com vista para vegetação.  O destaque do ambiente fica por conta da Penteadeira Componível, da Mesa de Centro Chanceler e da dupla de Poltronas Annete, desenhadas por Jorge Zalszupin nos anos 1950. 

Fernando Piva

 
No Loft Cosmopolita, de Fernando Piva, a sofisticação e conforto estão atrelados. O ambiente valoriza a arte e o design brasileiro em cada um de seus detalhes. As poltronas Adriana e Paulistana, de Jorge Zalszupin, dão a bossa necessária para o espaço de 90 m², que reúne tons neutros, como bege, cinza e marrom. 

Flávia Gerab

 
Para esta edição do evento, o Living do Colecionador Brasileiro ficou a cargo de Flavia Gerab. O ambiente conta a história do mobiliário moderno no Brasil, a partir da década de 1950. O espaço apresenta móveis de grandes lendas do design nacional como a escrivaninha ON, de Oscar Niemeyer; a mesa lateral Circular, de Gregori Warchavchik, além de peças de Joaquim Tenreiro e Sergio Rodrigues. 

Beto Gálvez e Nórea de Vitto

 
Para a mostra desse ano, o decorador Beto Galvez e a arquiteta Nórea de Vitto projetou a Sala Íntima. O projeto com 80 m² traz uma mescla de materiais nobres, tons neutros e revestimentos inusitados. O espaço, que conta com a poltrona Alta e a cadeira de balanço Rio, de Oscar Niemeyer, é o ambiente ideal para reunir a família e amigos. 

Pedro Lázaro
 

Para criar o Gabinete de Leitura, o arquiteto mineiro Pedro Lázaro inspirou-se em um amante da arte, literatura e design. Ao reunir peças clássicas do mobiliário nacional, o arquiteto criou um ambiente elegante, repleto de detalhes sofisticados. 

 
Entre as peças escolhidas estão as poltronas Bola de Latão, de Lina Bo Bardi; o sofá 801 e o carrinho de Chá, de Jorge Zalszupin e a mesa Mineira, de Etel Carmona. 

 
Leo Romano

 
O arquiteto goiano Leo Romano criou o Club do Leo, um espaço com linguagem autoral e poética. No teto, dois mil metros de barbantes foram minuciosamente amarrados em 1000 ganchos, a ideia das cordas era criar um efeito visual de uma "casinha". Para o espaço, o arquiteto escolheu o Banco Componível, de Jorge Zalszupin; a cadeira de balanço Rio, de Oscar Niemeyer e a cadeira Palhinha, da Branco&Preto. 

Anexo Arquitetura

 
A Anexo Arquitetura, composta por Francisca Reis, Carolina Grinberg e Guta di Pietro, projetaram o Living e Sala de Jantar. Inspirado em um casal fã de arte e fotografia, o projeto se destaca pela marcenaria, que ocupa toda a extensão do living integrando o ambiente de estar e de jantar. A coleção ETEL marca presença no espaço com peças belíssimas, como as poltronas Dinamarquesa e Senior, de Jorge Zalszupin; a mesa Maria Preciosa e o toco Aver, de Etel Carmona; a poltrona Siri, de Claudia Moreira Salles e a mesa Branco & Preto, da Branco & Preto. 
 
Brunete Faccaroli 

O ambiente "Aqua pra que te quero agua", de Brunete Fraccaroli foi pensado para um chef, que adora estar em companhia de amigos e família. O projeto foi distribuído em espaço gourmet, living e suíte máster - todos na nuance especial criada por Brunete. Para o ambiente, a arquiteta escolheu o aparador Cacos, de Etel Carmona.  

Marina Linhares


A design de interiores Marina Linhares inspirou-se nas residências do interior para criar A Casa da Gente. O espaço de 95 m² foi todo trabalhado em madeira e possui um magnifico jardim. Entre as peças escolhidas pela arquiteta estão as cadeiras GS4, de Giuseppe Scapinelli; a poltrona Triangular, de Jorge Zalszupin; e os espelhos Alva, de Susana Bastos e Marcelo Alvarenga, lançadas pela ETEL recentemente. 

 
Osvaldo Tenório 

 
O arquiteto alagoano Osvaldo Tenório projetou o estiloso Apartamento Brasil. Composto por living e sala de jantar, o espaço revela a brasilidade em cada detalhe. A mesa ON, de Oscar Niemeyer, foi a peça escolhida pelo arquiteto para finalizar o ambiente. 

twitter facebook e-mail Pin it
17/06/2015

Mostra Black 2015

"Ser Black é ser original, exclusivo". A definição, criada pela própria idealizadora da mostra, Raquel Silveira, não poderia ser melhor. O evento, que acontece até dia 26 de junho, promete reunir seletos quinze profissionais na criação de ambientes sofisticados e elegantes. 

Dessa vez, a mostra é sediada na OCA, no Parque Ibirapuera. O projeto expositivo tem luminotécnica assinada por Maneco Quinderé. Outra novidade é o ciclo de palestras que acontece no auditório da OCA durante todo o período do evento.


O arquiteto Erick Figueira de Melo criou um espaço leve que tem a madeira como protagonista. Entre as peças de destaque, está a poltrona Presidencial, de Jorge Zalszupin e as banquetas Warchavchik, de Gregori Warchavchik. 

 
Guilherme Torres inspirou-se nos chamados "anos dourados", como ficou conhecida a década de 1950. Para o ambiente modernista, o arquiteto elegeu a Cadeira Dobrável Masp, de Lina Bo Bardi - ecentemente editada pela ETEL - como uma das peças de destaque do ambiente. 
 

O trio de arquitetos Carolina Mauro, Daniela Frugiuele e Filipe Troncon à frente da Suite Arquitetos escolheu a poltrona 801, de Jorge Zalszupin para integrar o ambiente. 

O arquiteto alagoano Osvaldo Tenorio elegeu o banco Marquesa, de Oscar Niemeyer para finalizar o espaço com classe e elegância. 

Maximiliano Crovato selecionou o Banco 102 e a mesa Capri, de Jorge Zalszupin, para a seu ambiente na mostra.  

Serviço: 
Mostra Black, na OCA, no Parque Ibirapuera, de 3 a 21 de junho. 

twitter facebook e-mail Pin it
11/06/2015

Preciosidades do Mestre Zalszupin

O brilhante design polonês Jorge Zalszupin foi mais uma vez brindado pelas reedições de suas peças pela ETEL. Recentemente, foi lançada mais uma incrível coleção de suas peças, repletas de valiosas histórias para o design nacional. 

Linha Componível 

Entre as peças reeditadas pela ETEL está a Penteadeira Componível. O móvel foi criado por Jorge na década de 1960. A peça faz parte da Linha Componível, que conta com criado-mudo, aparador e banco reeditado recentemente. 

  
Para as peças da linha Componível, Jorge criou uma solução até então pouco utilizada. Os puxadores foram entalhados na madeira. Simples, elegante e moderno! 


A linha clássica pode - assim como na versão original - ganhar variadas combinações, adaptando-se de forma surpreendente ao ambiente. 


Integrado a mesa lateral e a um revisteiro, a peça é a materialização perfeita da mente criativa de Jorge Zalszupin. 

Banco Componível em catálogo da LAtelier, de 1960.

Mesas Andorinha

 
Inspirada nas estruturas curvas do papel dobrado da técnica japonesa de se fazer origamis, a mesa Andorinha desafia as estruturas da madeira. No projeto, Jorge Zalszupin contou com a ajuda do arquiteto Julio Roberto Katinsky, que à época desenhava para a LAtelier. A ETEL reeditou duas versões da peça, assim como era feito pela fábrica de Jorge. A primeira dispõe de um revisteiro em couro, enquanto a segunda possui uma superfície plana e elegante. 

 
Mesa Chanceler


A mesa de centro Chanceler ganhou ares renovados pelas mãos dos artesãos da ETEL. As versões redonda e quadrada foram executadas em pau-ferro. 

Pufe e Poltrona Annette

 
O pufe e a poltrona Annette foram criados pelo designer polonês Jorge Zalszupin na década de 1960. Mais de cinco décadas após os primeiros rabiscos, a família recuperou as peças e as apresentou à Etel Carmona. Sob os cuidados da Coleção ETEL, o mobiliário passou por um cuidadoso processo de restauração e reedição. A poltrona e o pufe - que até então não tinham nome oficial, foram batizados de Annette, em homenagem à esposa do designer, sua companheira há meio século.

 
Poltrona Triangular - Lina e as Redes como inspiração

A poltrona Triangular criada pelo designer na década de 1960, possui clara influencia nos ideais e na estética da grande arquiteta Lina Bo Bardi. Lina teve como inspiração para suas criações a cultura popular brasileira e em especial as redes dos barcos de navegação do rio São Francisco. Feita em ferro, a peça ainda possui detalhes em madeira e assento suspenso em soleta, lona ou couro de vaca.


twitter facebook e-mail Pin it
03/06/2015

Uma ode ao talento de Paulo Werneck

Os fascinantes murais de mosaico de Paulo Werneck, presentes nas mais diversas obras arquitetônicas modernistas, ganharam recentemente uma belíssima homenagem. Em parceria com a ETEL, Gaspar Saldanha, neto de Paulo e herdeiro de seu legado artístico, criou uma coleção de acessórios de uso contemporâneo a partir da tradução dos desenhos de Murais realizados pelo seu avô. 

 
O design das bandejas Itamaraty e Laranjeiras foi criado com base nos materiais que Paulo usava como ferramenta de trabalho em seu atelier. Seu formato anguloso com bordas inclinadas é idêntico à peça em que o artista carregava suas pastilhas. 

  

Enquanto isso, o mosaico que as compõe foi inspirado em dois painéis de Paulo. Os detalhes da Itamaraty foram extraídos de mural aplicado no oitavo andar do Palácio do Itamaraty, projetado por Oscar Niemeyer. 

 
Já o mosaico da Bandeja Laranjeiras é baseado em obras de Werneck, sem uma referência exata. A peça foi batizada com o nome do bairro em que o artista morou e instalou seu atelier. 

  
A Luminária Bolonha possui formato piramidal baseado numa tocheira de Paulo Werneck, criada exclusivamente para a casa de Ilha de Paquetá, em 1962. Enquanto isso, o mosaico foi extraído do mural criado para o Clube de Juiz de Fora, do arquiteto Francisco Bolonha.

  
As formas geométricas do mural do Banco Boa Vista, projetado pelo brilhante Niemeyer na década de 1940, foram inspiração para a Luminária Boa Vista. 

   
O mosaico aplicado na Caixa Herval é um detalhe do edifício Marques do Herval, um imponente projeto carioca, digno de uma das maiores duplas da arquitetura nacional, os irmãos Roberto.

 
A Caixa Berlein possui detalhes do mural feito para um edifício da construtora Barlein, em São Paulo.
O lançamento dessa coleção de acessórios é a realização de um sonho. Junto com a ETEL, pude colocar em prática o aprendizado que resultou da convivência com meu avô, um dos maiores modernistas brasileiros. Traduzimos as obras, desenhos e aquarelas de Werneck em produtos de uso contemporâneo, constata Gaspar. 

twitter facebook e-mail Pin it

SOBRE O BLOG

Sempre às sextas-feiras um novo post te espera. Entre cortes, entalhos, raspagens e prensa, traremos pra cá o maravilhoso universo da alta costura do mobiliário. Aqui você encontra conversas de bastidores com nossos artistas, histórias das peças e tendências. Estamos aqui para alinhavar os pontos do universo da madeira e do design e fazer novos arremates.


JUNHO 2016 (5)
MAIO 2016 (3)
ABRIL 2016 (1)
NOVEMBRO 2015 (1)
SETEMBRO 2015 (3)
AGOSTO 2015 (1)
JULHO 2015 (1)
JUNHO 2015 (4)
MAIO 2015 (2)
NOVEMBRO 2014 (8)
OUTUBRO 2014 (5)
SETEMBRO 2014 (4)
AGOSTO 2014 (4)
JUNHO 2014 (3)
MAIO 2014 (7)
ABRIL 2014 (2)
MARÇO 2014 (4)
FEVEREIRO 2014 (5)
JANEIRO 2014 (1)
DEZEMBRO 2013 (5)
NOVEMBRO 2013 (5)
OUTUBRO 2013 (4)
SETEMBRO 2013 (5)
AGOSTO 2013 (4)
JULHO 2013 (4)
JUNHO 2013 (4)
MAIO 2013 (6)
ABRIL 2013 (3)
MARÇO 2013 (5)
FEVEREIRO 2013 (3)
JANEIRO 2013 (3)
DEZEMBRO 2012 (2)

 

RSS Feed